Ao decidir empreender, as pessoas têm um sonho, um plano, uma afinidade. Muitos são os motivos. Porém, a realidade pode ser menos romântica do que a ideia inicial. Do total de empresas abertas em 2010, 62% fecharam as portas após cinco anos, segundo levantamento do IBGE. Entre as causas mais comuns estão problemas relacionados à gestão.
O que isso significa?

Significa que ao abrir um negócio, os empresários pensam no seu core- business, na venda do seu produto ou serviço. Porém, ao ter que fechar o negócio, os motivos não têm a ver com a natureza do negócio em sim, mas sim com a administração de tudo aquilo.

A grande maioria dos empresários não tem formação em gestão financeira, por exemplo. Acabam relegando esse aspecto da gestão a segundo plano. Entendem que a gestão consiste em: receber, pagar e o que sobra é lucro. Sabemos que é muito mais complexo do que isso!

Hoje em dia, no entanto, cada vez mais, há ferramentas – softwares, empresas e especialistas – que podem ajudar os empresários na gestão, seja ela administrativa puramente ou a financeira. Dessa forma, o foco do empresário é vender, crescer, prosperar. Enquanto isso, alguém treinado e capacitado cuida das finanças e da saúde da empresa.

Outras alternativas, como a Mentoria e Gestão Financeira Compartilhada, podem facilitar a vida dos empresários.  Um mentor, como a própria palavra diz, vai diagnosticar e indicar os melhores caminhos para a gestão da empresa, integrando as finanças com as demais áreas, visando o crescimento, porém, sem esquecer aquele sonho inicial que mencionamos lá no começo. Já uma Gestão Financeira Compartilhada, uma consultoria do escritório de contabilidade, por exemplo, permitirá um olhar mais ampliado, aplicando a expertise e a experiência dos profissionais ao levar melhores práticas do mercado para a gestão do negócio.

Você sente que a gestão da sua empresa pode melhorar? Administrar é uma tarefa penosa para você? Então fale conosco, nos deixe cuidar dessas áreas, enquanto você realiza o sonho de empreender!